A intervenção de um professor de educação especial consiste em proporcionar a crianças portadores de deficiência sensorial/motora e intelectual o reforço pedagógico necessário para concluírem com sucesso o seu processo educativo.

“No processo de ensino e aprendizagem, a educação deve ser praticada a pensar no aluno e não na sua deficiência e, as adaptações devem ser feitas para que a aprendizagem ocorra de fato, não deixando de lado o aluno, família e escola, que devem estar com o mesmo objetivo e trabalharem juntos, para que dessa forma obtenham resultados positivos.” 

A criança com deficiência visual tem alterações de perceção que constituem um handicap para a aprendizagem, como tal a ação educativa deve ser específica às necessidades da criança. O professor deverá dar á criança a oportunidade de recolher informação de tudo que a rodeia através dos restantes sentidos.

“É parte crucial do meu trabalho propor os recursos didáticos e estratégias necessários que resultem na inserção social do aluno com baixa visão e/ou cegueira, para que dessa forma ele possa aprender e desenvolver-se alcançando os seus sonhos podendo ter uma vida social prazerosa” 

As pessoas com baixa visão sofrem com conflitos emocionais, psicológicos e sociais, refletindo-se de forma clara na aprendizagem. Para que tal não ocorra, é necessário que estas crianças / jovens seja treinados e orientados para que sua adaptação potencialize a sua visão residual, tudo num ambiente, preferencialmente, calmo, de encorajamento e confiança, contribuindo de forma eficiente na melhor utilização da visão residual que ainda possui.

Áreas de intervenção do professor de educação especial no trabalho direto com o aluno:

  • Intervenção precoce;

  • Braille;

  • Orientação e mobilidade;

  • Treino de atividades da vida diária;

  • Apoio escolar (em ambiente escola e em domicilio);

  • Elaboração de materiais, recursos didáticos e tecnológicos adaptados;

  • O reforço da Autonomia;

  • A qualidade do desempenho

  • Um melhor domínio das suas competências;

  • Uma melhor participação Social.